Goodreads

Destaques

0 O Cemitério dos Amores Vivos


  Este livro é uma obra dura e intensa, capaz de suscitar sentimentos tão díspares como o ódio, a culpa, o perdão e a esperança.
  Trata-se da história de um amor incondicional e de um ódio sem limites. Do amor de um pai pelo filho, do ódio de uma mulher abandonada que faz do filho arma de destruição. Destruição do pai. Nestas páginas, caminha a dor sem tréguas de um pai privado do filho, a força avassaladora desse inferno. Segundo a ordem natural das coisas, são os filhos que enterram os pais e não o contrário. Como é possível um pai enterrar um filho que respira? Onde fica o cemitério dos amores vivos?

Autor: Jorge Araújo 
Editor: Clube do Autor (Fevereiro, 2015)
Género: Romance
Páginas: 148


✏ Jorge Araújo nasceu em 1959, na cidade do Mindelo, ilha de S. Vicente, Cabo Verde. Começou por ser jornalista de televisão, em Cabo Verde, e teve depois uma curta passagem pela carreira diplomática. Em Portugal, conseguiu o seu objectivo principal, o de fazer reportagem. Trabalhou para o Independente, para o Já, para a TVI, para o Correio da Manhã, tendo também passado longos períodos em Londres, ao serviço da BBC. Actualmente, é editor do Actual, caderno do semanário Expresso. Com a Alêtheia, publicou em 2007 o romance O Dia em que a Noite se Perdeu, sendo igualmente autor dos textos Comandante Hussi ou Nem tudo começa com um beijo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário