Goodreads

Destaques

0 Manifestação convocada pela Net vai exigir que a Feira do Livro do Porto se realize | Público

«Já há algum tempo que a soprano Ana Maria Pinto deixou de se indignar em silêncio. Foi dela a voz que levou o tema Firmeza, de Fernando Lopes-Graça, às comemorações do 5 de Outubro, em Lisboa. E que, a 21 de Setembro, estivera na génese do movimento Acordai, que levou esta outra música do maestro e compositor às portas do Palácio de Belém. A norte, criou o Coro de Intervenção do Porto e é por causa do cancelamento da 83.ª edição da Feira do Livro da cidade que a sua voz se volta a erguer.»

«A ideia nasceu no domingo - organizar um protesto contra o cancelamento da Feira do Livro, anunciado na semana passada pela Câmara do Porto e pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), depois de as duas entidades não terem conseguido chegar a acordo sobre o financiamento do evento.»

«No Facebook, onde, ao final da tarde de ontem, mais de 580 pessoas já tinham confirmado a presença no protesto, Ana Maria justificava a iniciativa com um texto curto: "Cancelar a Feira do Livro do Porto é simplesmente inaceitável! O Coro de Intervenção do Porto faz questão de não deixar passar em branco esta medida, usando precisamente a cultura como arma - que insistem em nos tirar! A iniciativa tem como propósito a defesa da feira do livro, e é independente de qualquer conflito que tenha gerado o seu cancelamento. Estaremos em protesto na Praça da Liberdade e apelamos a todos que se juntem a nós!". Num post colocado pela soprano, explicava-se: "Serão cantadas canções e ditos poemas! Tragam poemas, textos, terão um megafone à disposição! É inadmissível que nos roubem a cultura!".»

Fonte: Público

Nenhum comentário:

Postar um comentário