Goodreads

Destaques

0 Livro sobre morte assistida revela que não morre quem quer nos países onde prática é legal | SOL

Da autoria da jornalista Lucília Galha, o livro "Morte Assistida", que é lançado terça-feira em Lisboa, dá a palavra "aos doentes que gostariam de ter essa opção para acabarem com o sofrimento e poderem partir em paz" e conta o percurso da primeira portuguesa que morreu com a ajuda da Dignitas, uma associação de apoio ao suicídio assistido, na Suíça.

Em declarações à agência Lusa, a autora confessa que esta obra, editada pela Oficina do Livro, teve dois propósitos: explicar como se passam as coisas nos países onde a morte assistida é legal e abrir o debate sobre o tema.

"Na Suíça, para uma pessoa ser assistida no suicídio tem de sofrer de uma doença terminal, ter uma incapacidade que prejudique gravemente a sua vida quotidiana ou uma dor insuportável e incontrolável", lê-se no livro.

O livro "Morte Assistida" dá ainda conta de que Portugal é "dos poucos países que não tem uma associação 'right-to-die' que defenda os direitos dos doentes e a liberdade de escolha no fim de vida".

Fonte: SOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário