Goodreads

Destaques

1 Um Novo Amanhã | Opinião


Wook.pt - Um novo amanhãNo final dos anos 80, em Londres, duas meninas de oito anos partilham o mesmo nome e a mesma paixão pelo ballet. Nada as poderá afastar uma da outra, nem do sonho de, um dia, se tornarem bailarinas profissionais mundialmente famosas.

Mas um ato de maldade de um homem destrói todos os sonhos de infância e promete derrubar de vez o mundo das duas amigas. E, assim, Veronika e Veronica seguem caminhos diferentes e invisíveis, desprovidos de fantasia ou esperança.

Vinte anos depois, as memórias da amizade e a necessidade de mudar de vida vingam, forçando um novo cruzar de caminhos e a busca de um novo rumo, juntas.


Autor: Dorothy Koomson    
Editor: Porto Editora (Junho, 2016) 
Género: Romance
Páginas: 472
Original: When I Was Invisible (2016) 


opinião
★★★★
Os livros de Dorothy Koomson têm vindo a ficar mais crus. Mais 'pesados'. Melhores.

Neste Um Novo Amanhã a escritora coloca o romance um bocadinho de lado para nos falar de temas muito interessantes, importantes... e perturbadores. Álcool, drogas, prostituição forçada, violação de menores, relacionamentos física e emocionalmente abusivos, promiscuidade na adolescência, pais que não estão (ou não querem estar) suficientemente atentos para garantir a segurança e o bem-estar dos seus filhos. Mas fala-nos também de amizade, dedicação e confiança. De voltar atrás para minimizar os nossos erros. De dar tréguas ao passado e impedir, de uma vez por todas, que comprometa presente e futuro.

Recorrendo ao estilo habitual, alternando entre personagens e tempo de acção, Koomson mantém o passado das suas protagonistas um mistério para nós, revelando pouco a pouco como Nika e Roni chegaram onde se encontram, deixando-nos adivinhar uma porção da história mas mantendo-nos curiosos em relação a outro tanto. No entanto, não me pareceu que esta técnica tivesse sido executada com a mestria de alguns livros anteriores. Especialmente porque, ao manter-nos no escuro em relação a tanta coisa, Koomson impede, em parte, a abertura emocional das personagens na sua verdadeira extensão.

Assim, Um Novo Amanhã não me prendeu com a rapidez do costume, mas com a revelação da verdade tornou-se possível compreender a origem destas personalidades auto-destrutivas e das escolhas que fizeram ou se viram obrigadas a fazer e acabei por me deixar fascinar por estas duas histórias de vida fascinantes e tão sofridas que, embora divergindo num dado ponto, acabam por se reencontrar.





Apaixonada desde sempre pela palavra escrita, Dorothy Koomson escreveu o seu primeiro romance aos 13 anos. A filha da minha melhor amiga foi o seu primeiro livro editado em Portugal. A história comovente de duas amigas separadas pela mentira e unidas por uma criança encantou as leitoras portuguesas. Pedaços de ternura, Bons sonhos, meu amor, O amor está no ar e Um erro inocente, O outro amor da vida dela e A praia das pétalas de rosa foram igualmente bem-sucedidos, consagrando a autora como uma referência para as leitoras portuguesas.


Um comentário:

  1. sou brasileira quero ler tjodos os livros dela,ainda faltam cinco

    ResponderExcluir