Goodreads

Destaques

0 Mau-olhado {Livros Junho}

O Fogo de Istambul
Yashim the Eunuch n.º1
Estamos em 1836. A Europa modernizou-se e o Império Otomano tem de lhe seguir os passos. No entanto, poucos dias antes de o sultão Mahmud II proclamar um édito reformista, uma vaga de crimes macabros ameaça romper o frágil equilíbrio do poder na corte. Quem estará por detrás destas mortes? Todos os indícios apontam para os janízaros, a antiga elite do exército otomano.

Apenas um homem da inteira confiança do sultão poderá descobrir o enigma: esse homem, um eunuco, é Yashim Togalu. Investigador insólito, amante de culinária e de romances franceses, possui a extraordinária capacidade de passar despercebido e ter acesso a todas as zonas do palácio, incluindo o harém do sultão. Conseguirá ele travar a conspiração que ameaça destruir o império?

Entre o romance histórico e a ficção detetivesca, Jason Goodwin recria uma atmosfera de sensualidade e decadência na Istambul do século xix, com os seus dois milhões de habitantes vivendo num dédalo de ruas e ruelas submersas na bruma, e ao mesmo tempo o esplendor e a magnificência do Império Otomano. O Fogo de Istambul é o primeiro volume de uma trilogia carregada de suspense.



Autor: Jason Goodwin 
Editor: Porto Editora (2010) 
Género: Romance/Thriller
Páginas: 336
Original: The Janissery Tree (2006)  


A Serpente de Pedra
Yashim the Eunuch n.º2
Istambul, 1838. No seu palácio no Bósforo, o sultão Mahmud II, arquitecto da reforma otomana, está à beira da morte e a cidade agita-se com rumores e sobressaltos.

A chegada inesperada de um arqueólogo francês decidido a encontrar os tesouros bizantinos perdidos provoca grande consternação entre a comunidade grega. Yashim Togalu, o detective sagaz e diligente que brilhantemente resolveu os misteriosos homicídios narrados em O Fogo de Istambul, é de novo chamado para investigar a situação.
Mas quando o corpo mutilado do arqueólogo é encontrado à porta da embaixada francesa, eis que apenas se perfila um único suspeito: o próprio Yashim.

Com o número de mortos a aumentar, Yashim terá de lutar contra o tempo para provar a sua inocência e desvendar o enigma que se oculta por detrás das ruas escuras e exóticas de uma Istambul que guarda segredos de muitos séculos.

Neste segundo volume protagonizado pelo detective Yashim Togalu, Jason Goodwin entrelaça com mestria os sentimentos das várias comunidades que compunham o prodigioso mosaico cultural da Istambul otomana.


Autor: Jason Goodwin 
Editor: Porto Editora (2011) 
Género: Romance/Thriller
Páginas: 320
Original: The Snake Stone (2007)  


O Mistério do Quadro de Bellini
Yashim the Eunuch n.º3
Istambul, 1840. Yashim Togalu, o brilhante detetive eunuco, é convocado para uma audiência com o jovem sultão Abdiilmecid, que o encarrega de encontrar uma obra de arte há muito desaparecida: o retrato de Mehmet, o Conquistador, pintado em 1479 pelo famoso mestre veneziano Bellini.

O sultão está convencido de que o quadro se encontra em Veneza e, disfarçados, Yashim e o seu inestimável amigo, o embaixador polaco Stanislaw Palewski, atravessam o Mediterrâneo.

Veneza é então uma cidade decadente, de palácios desertos e canais silenciosos onde se cruzam negociantes de Arte, falsificadores e aristocratas. O que começa por ser uma simples investigação em breve se torna num jogo perigoso e fatal, e os dois homens veem-se envolvidos numa conspiração que põe em causa quer a estabilidade do Império Otomano, quer a paz na Europa.
Jason Goodwin, neste seu terceiro romance da série protagonizada pelo detetive Yashim, torna a oferecer-nos um retrato fascinante, com um apurado detalhe histórico, do Império Otomano e da Veneza dominada pelos Habsburgo.



Autor: Jason Goodwin 
Editor: Porto Editora (2012) 
Género: Romance/Thriller
Páginas: 312
Original: The Bellini Card (2009)  


Mau-Olhado
Yashim the Eunuch n.º4
Istambul, 1839. O sultão Mahmud II morreu e o seu sucessor, o jovem Abdülmecid, é o novo governante da Sublime Porta. Que representará esta conjuntura de mudança para Yashim Togalu, o brilhante detetive eunuco, encarregado de investigar a curiosa morte de um espião russo, cujo cadáver foi descoberto no poço de um mosteiro grego ortodoxo numa das ilhas dos Príncipes? De que forma estará este acontecimento relacionado com o inexplicável caos e violência que reinam no novo harém do sultão? Até que ponto estará o paxá Kapudan Fevzi Ahmed, comandante da armada otomana do antigo sultão, envolvido na trama? Sobreviverá a valida, refugiada no Palácio de Topkapi, às elaboradas maquinações contra a sua vida? Conseguirá o grão-vizir manter a união de um império tentacular, ameaçado por inimigos externos e internos? E a que custo?

Neste quarto volume da série protagonizada pelo detetive Yashim Togalu, Jason Goodwin oferece-nos um autêntico cocktail de história e mistério, retratando com enorme mestria o esplendor do Império Otomano e oferecendo aos leitores um retrato único da vida num harém.


Autor: Jason Goodwin 
Editor: Porto Editora (Junho, 2015) 
Género: Thriller
Páginas: 304
Original: An Evil Eye (2011)  



«Exótico […]. Uma meditação profunda sobre a mentalidade do homem otomano.»
Financial Times

«Perseguições, fugas dramáticas, episódios de crueldade, comida deliciosa e exotismo […]. Inteligente e com uma narrativa primorosa, este livro é um deleite para qualquer leitor.»
The Times

«Uma prosa incisiva e surpreendente.»
The Washington Post



✏ Jason Goodwin apaixonou-se por Istambul quando estudou História Bizantina na Universidade de Cambridge. Depois do sucesso do seu primeiro livro, decidiu fazer uma peregrinação a pé da Polónia até Istambul, e o relato dessa viagem, On Foot to the Golden Horn, valeu-lhe o Mail on Sunday Prize, que lhe foi atribuído em 1993. Intrigado com a influência do Império Otomano na Europa de Leste, e depois de uma investigação exaustiva, publicou o livro de referência Lord of the Horizons: A History of the Ottoman Empire. O Fogo de Istambul, primeiro livro desta série alcançou o reconhecimento da crítica e do público internacional, foi galardoado com o Edgar Award for Best Novel e traduzido para trinta e oito línguas. No catálogo da Porto Editora figuram os romances Fogo de Istambul (2010) e Serpente de Pedra (2011), estando prevista a continuação da publicação desta série.



Nenhum comentário:

Postar um comentário