Goodreads

Destaques

0 Goodreads Choice Awards 2013

Depois de 1.953.770 votações, os vencedores deste ano do Goodreads Choice Awards foram anunciados!

As votações ficaram ao encargo dos cerca de 20 milhões de membros do site, que puderam escolher os seus preferidos entre as 15 categorias disponíveis. Tornando este no maior prémio literário dependente da opinião dos próprios leitores. 


Vencedores
E As Montanhas Ecoaram
Ficção
E As Montanhas Ecoaram

Ficção Científica
MaddAddam

Ficção Histórica
Life After Life

Terror
Doctor Sleep

Romance
Lover At Last

Memórias & Autobiografia
Eu, Malala

Fantasia Paranormal
Cold Days

Humor
Hyperbole and a
 Half

Mistério & Thriller
Inferno

História & Biografia
Jim Henson: The Biography

Não-Ficção
The Autistic Brain: Thinking Across the Spectrum

Gastronomia & Culinária
Tequila Mockingbird: Cocktails 
with a Literary Twist

Fantasia
The Ocean at the End of the Lane

Banda Desenhada
Beautiful Creatures: The Manga

Poesia
The Fall of Arthur

Novo autor 
Goodreads
Tangled

Ficção Young Adult
Eleanor & Park

Fantasia/Ficção Científica Young Adult
Allegiant

Infantojuvenil
The House of Hades

Ilustrações
The Day the
Crayons Quit


O grande vencedor da categoria de ficção foi E As Montanhas Ecoaram de Khaled Mosseini, editado em Portugal pela Presença, deixando para trás, por mais de 3 mil votos, o mais recente livro de Jodi Picoult, The Storyteller

Com mais de 29 mil votos, Inferno, de Dan Brown, venceu na categoria de mistério & thriller. Quando o Cuco Chama, do pseudónimo de J. K. Rowling, acabou por ser derrotado nesta categoria, tal como Joyland, de Stephen King, e Calculated in Death, da série mortal do pseudónimo de Nora RobertsJ. K. Rowling venceu esta categoria no ano passado com Uma Morte Súbita

Life After Life, de Kate Atkinson, venceu o prémio de melhor livro de ficção histórica. Este livro não está ainda editado em Portugal e, da mesma autora, temos apenas o romance Estranhas Emoções, editado pela Planeta em 2000. Em 2012 coube ao fantástico A Luz Entre Oceanos arrebatar este prémio. Este ano, ficaram para trás nomes como Philippa Gregory Philipp Meyer. TransAtlântico a ser editado agora em Portugal, também estava na lista de candidatos. 

The Ocean At the End of the Lane do mesmo autor de A Estranha Vida de Nobody Owens ultrapassou os livros de Robin Hobb, R. A. Salvatore e Peter V. Brett para ganhar o prémio na categoria de literatura fantástica enquanto que Cold Days de Jim Butcher venceu na categoria fantasia paranormal deixando para trás Styxx, de Sherrilyn Kenyon, e A Estação dos Ossos, de Samantha Shannon. Em 2012 os respectivos vencedores destas categorias foram Deborah Harkness e Stephen King. King ganhou, no entanto, o prémio deste ano na categoria de terror, com Doctor Sleep.

Margaret Atwood venceu na categoria de ficção científica com o seu livro MadAddam. E, naquela que será a categoria mais prolífica, romance, foi a vez de J. R. Ward sair vencedora com Lover At Last,  o 11º livro da série Irmandade da Adaga Negra, actualmente a ser editada em Portugal pela Casa das Letra. Envolvida, o 3º livro da série Crossfire de Sylvia Day, e A Caminhar para o Desastre também eram candidatos nesta categoria.

Eleanor & Park foi considerado pelos leitores o melhor livro de ficção young adult enquanto que Allegiant, o terceiro livro da série Divergente, foi considerado o melhor livro de fantasia & ficção científica young adult. No ano passado, foi Insurgente, da mesma série, a ganhar o prémio. 

Nas categorias não ficcionais, Eu, Malala venceu o prémio de melhor livro de memória & autobiografia, Jim Henson: The Biography venceu na categoria de história & biografia

Infelizmente, diversos candidatos não estão ainda disponíveis em edição portuguesa...o que acaba por tornar as votações um bocadinho injustas já que grandes nomes contemporâneos são imediatamente traduzidos pelos editores, chegando assim a um maior número de leitores a nível internacional, ao passo que as hipóteses das editoras apostarem em novos escritores são mais escassas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário