Goodreads

Destaques

0 Os Anéis de Saturno

     Como outros livros de W.G. Sebald, Os Anéis de Saturno é de impossível classificação: é ficção, viagem, biografia, mito, enciclopédia. Uma viagem a pé pelo litoral inglês de Suffolk e um relato autorreferencial transformam-se numa longa romagem melancólica por lugares da literatura, da arte e da história, as grandiosas (ou malfadadas) construções do espírito humano. Aqui, como em outros livros, Sebald conduz um paciente trabalho de arqueólogo, resgatando do esquecimento dos homens os prodígios da natureza e da criação lado a lado com a destruição, o horror do holocausto, da guerra, da escravatura. 
       O movimento exploratório do individual para o universal (e vice-versa), os grandes temas recorrentes do tempo, da memória e da identidade (inesgotáveis em si mesmos e na inimaginável riqueza de manifestações que Sebald observa) mantêm-se em Os Anéis de Saturno. Mas este será talvez o seu livro mais sombrio, mais arrebatador - e mais belo.

Autor: W. G. Sebald
Editor: Quetzal (Agosto, 2013)
Género: Ficção
Páginas: 264
Original: Die Ringe des Saturn (1995)


Sobre o Autor:
W.G. Sebald nasceu em Wertach im Algau, na Alemanha, em 1944. Estudou Língua e Literatura Alemãs em Freiburg e em Manchester. A partir de 1970, ensinou na Universidade de East Anglia, em Norwich, tornando-se professor de Literatura Europeia, em 1987. De 1989 a 1994, foi o primeiro director do British Center for Literary Translation. A sua obra foi contemplada com numerosos prémios literários em vários países. Sebald faleceu tragicamente em Dezembro de 2001. A Teorema tem publicado toda a sua obra: Os EmigrantesOs Anéis de SaturnoVertigens. ImpressõesO Caminhante SolitárioHistória Natural da Destruição e Campo SantoA Quetzal publicou também obras suas: Do NaturalOs Emigrantes e Austerlitz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário