Goodreads

Destaques

0 Primeira Linha de Fogo {Livros Abril 2013}

Este livro corresponde a encontros e reflexões sobre como é estar na primeira linha de fogo. São episódios e personagens reais de um mesmo romance antifascista em enquadramentos diversos. Nem será preciso dizer mais nada. Salvo que a tal palavra de esperança não lhe colherá qualquer significado prático, a menos que quem a pronuncie se erga da poltrona e faça qualquer coisa para estabelecer a mudança. Entrar na luta, por exemplo.

Não se trata aqui de uma mão-cheia de heróis, apesar de alguns estarem oficialmente declarados e condecorados como tal, mas de um universo de gente que, com oportunidade e eficiência, soube dar claros sinais de que é possível transformar e corrigir os chamados disparates das índias. Algumas destas pessoas ainda não terminaram os seus trabalhos, permanecendo exilados e/ou em luta. Um que outro cumpriu o seu ciclo biológico no tempo decorrido entre o nosso encontro e a publicação deste volume; um que outro está na expectativa de quanto acontece, tirando ilações, sopesando gestos, afirmações, movimentações, lendo nas entrelinhas dos jornais e nos olhos dos seus antigos camaradas. Às vezes, o verdadeiro sentido do que observam escapa-se-lhes, mas não importa. Sabem, pelo menos intuem, que foram exemplos, pelo que alguém há de aparecer e utilizar a preceito a herança de análise e atuação no projeto de vida que deixaram ao seu tempo, à própria posteridade.

Autor: José Viale Moutinho
Editor: Bertrand Editora (12/Abril/2013)
Género: Memórias e Testemunhos
Páginas: 552


Sobre o autor...
Nasceu no Funchal, em 1945. Jornalista e escritor, tem várias obras editadas, algumas delas traduzidas nas mais diversas línguas, como o russo, búlgaro, castelhano, alemão, italiano, catalão, asturiano e galego. Estreou-se em 1968 com a novela Natureza Morta Iluminada
Foi director da Associação Portuguesa de Escritores, da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia, do Círculo de Cultura Teatral e presidente da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto. É sócio do Pen Clube Português, da Academia de Letras de Campos de Jordão (Brasil) e membro honorário da Real Academia Galega. 
Autor de cerca de meia centena de livros para crianças, bem como de trabalhos nas áreas de investigação de Literatura Popular, da Guerra Civil de Espanha e da deportação espanhola nos campos de concentração nazis, bem como de estudos sobre Camilo e Trindade Coelho. 
Ficcionista e poeta, recebeu, entre outros: Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco/ APE, Prémio Edmundo de Bettencourt de Conto e de Poesia, Prémios de Reportagem Kopke, Norberto Lopes/Casa da Imprensa de Lisboa e El Adelanto (Salamanca); Pedrón de Honra (Santiago de Compostela). Traduções em castelhano, galego, catalão, italiano, alemão, russo, esloveno, búlgaro, asturiano, entre outros idiomas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário