Goodreads

Destaques

0 Cidade em Chamas {Livros Novembro}


No último dia de dezembro de 1976, Nova Iorque prepara-se para celebrar a passagem de ano. Em Times Square, a famosa bola cai; na baixa, os antros punk explodem de energia; as penthouses da zona alta da cidade iluminam-se em elegantes festas temáticas. Sobre a neve que cobre o Central Park derrama-se o sangue de Samantha Cicciaro. Muitos metros acima, na varanda de um luxuoso apartamento, dá-se um encontro improvável entre Regan Hamilton-Sweenie, herdeira de uma enorme fortuna, e Mercer Goodman, um professor negro recém-chegado do interior do país. A uni-los está William, um artista plástico a braços com a sua arte e os seus demónios. Rotas individuais em colisão, que nos conduzem aos recantos mais solitários de uma cidade perigosa, selvagem, à beira do colapso.

 Em seu redor, gravitam pessoas tão diferentes quanto os mundos que habitam: um adolescente suburbano seduzido por Manhattan, um financeiro acossado, um jornalista obcecado com uma única história, um grupo terrorista, e o detetive que tenta descobrir quais são as ligações de cada um deles ao tiroteio no Central Park.

 E quando a cidade se cobre de negro no célebre apagão de 13 de julho de 1977, estas vidas mergulham numa escuridão da qual sairão transformadas para sempre.

Autor: Garth Risk Hallberg    
Editor: Editorial Teorema (Novembro, 2015) 
Género: Romance > Ficção Histórica
Páginas: 1024
Original: City on Fire (2015)   
 The Center For Fiction First Novel Prize Nominee for Longlist (2015)


«Despite being overstuffed, it’s a novel of head-snapping ambition and heart-stopping power — a novel that attests to its young author’s boundless and unflagging talents.» - The New York Times

«The book is certainly impressive – but as a debut of remarkable promise, rather than as the masterpiece that fulfills that promise. I will look forward to Hallberg’s next novel with great anticipation, but I can’t explain the adulation that has been accorded this one.» - The Guardian

«Yet the book's lifeblood is its almost sociological look at the clashes of culture and wealth that threaten to engulf the city whole, and Hallberg's characters, who manage to unearth moments of hope and connection amid such impending calamity. It is in these small glimpses of humanity that the book becomes as big as its author's ideas. And more important: a book deserving of its hype.» - The Esquire






Nenhum comentário:

Postar um comentário