Goodreads

Destaques

1 História da Menina Perdida {Livros Janeiro}

A Amiga Genial

A Amiga Genial n.º 1
A Amiga Genial é a história de um encontro entre duas crianças de um bairro popular nos arredores de Nápoles e da sua amizade adolescente.
Elena conhece a sua amiga na primeira classe. Provêm ambas de famílias remediadas. O pai de Elena trabalha como porteiro na câmara municipal, o de Lila Cerullo é sapateiro.

Lila é bravia, sagaz, corajosa nas palavras e nas acções. Tem resposta pronta para tudo e age com uma determinação que a pacata e estudiosa Elena inveja.

Quando a desajeitada Lila se transforma numa adolescente que fascina os rapazes do bairro, Elena continua a procurar nela a sua inspiração.

O percurso de ambas separa-se quando, ao contrário de Lila, Elena continua os estudos liceais e Lila tem de lutar por si e pela sua família no bairro onde vive. Mas a sua amizade prossegue.


A Amiga Genial tem o andamento de uma grande narrativa popular, densa, veloz e desconcertante, ligeira e profunda, mostrando os conflitos familiares e amorosos numa sucessão de episódios que os leitores desejariam que nunca acabasse.


Autor: Elena Ferrante   
Editor: Relógio D'Água (2014) 
Género: Romance
Páginas: 272
Original: L'amica geniale (2011)  


História do Novo Nome

A Amiga Genial n.º 2
Este romance continua a história de Lila e Elena, tendo como pano de fundo a cidade de Nápoles e a Itália do século XX.

Lila, filha de um sapateiro, escolhe o caminho de ascensão social no próprio bairro e, no final de A Amiga Genial, vemo-la casada com um comerciante. Elena, pelo contrário, dedica-se aos estudos.

Ambas têm agora 17 anos e sentem-se num beco sem saída. Ao assumir o nome do marido, Lila tem a sensação de ter perdido a identidade. Elena, estudante modelo, descobre que não se sente bem nem no bairro nem fora dele.

No início, vemos Elena a abrir um caderno de notas onde Lila fala sobre a vida com o seu marido e as complicadas relações com a Mafia e os grupos neofascistas, que invadem os bairros com as suas proclamações.

Lila e Elena hesitam entre a tendência para a conformidade e a obstinação em tomar nas suas mãos o seu destino, numa relação conflitual, inseparável mistura de dependência e vontade de autoafirmação, em que o amor é um sentimento «molesto» que se alimenta do desequilíbrio até nos momentos mais felizes.


Autor: Elena Ferrante
Editor: Relógio D'Água (Julho, 2015) 
Género: Romance
Páginas: 384
Original: Storia del nuovo cognome (2012)  
 Best Translated Book Award Nominee for Fiction Shortlist (2014)


História de Quem Vai e de Quem Fica

A Amiga Genial n.º 3
Elena e Lila, as duas amigas que os leitores já conhecem de A Amiga Genial e História do Novo Nome, tornaram-se mulheres. E isso aconteceu muito depressa.
Navegam agora ao ritmo agitado a que Elena Ferrante nos habituou, no mar alto dos anos 70, num cenário de esperança e incerteza, tensões e desafios até então impensáveis, unidas sempre com um vínculo fortíssimo, ambivalente, umas vezes subterrâneo, outras visível, com episódios violentos e reencontros que abrem perspetivas inesperadas.


Autor: Elena Ferrante   
Editor: Relógio D'Água (2015) 
Género: Romance
Páginas: 336
Original: Storia di chi fugge e di chi resta (2013)  
 Best Translated Book Award Nominee for Fiction Longlist (2015)


História da Menina Perdida

A Amiga Genial n.º 4
Deixando o marido em Florença, Elena volta a Nápoles para viver com Nino Sarratore, esperando que este se separe da mulher. É agora uma escritora reconhecida e procura escapar ao ambiente conflituoso do bairro onde cresceu e a sua família continua a viver. Evita encontrar Lila. Mas as duas amigas de infância não conseguem manter-se distantes e acabam mesmo por engravidar ao mesmo tempo, o que lhes permite reencontrar, por algum tempo, a passada cumplicidade.


Autor: Elena Ferrante   
Editor: Relógio D'Água (Janeiro, 2016) 
Género: Romance
Páginas: -
Original: Storia della bambina perduta (2015)  
 Premio Strega Nominee (2015)





Um comentário:

  1. Eu adoro esta escritora (ou escritor, quem sabe, visto se tratar de um pseudónimo). Tenho todos os livros dela publicados em Portugal e não me canso de dizer que foi a melhor descoberta que fiz nos últimos tempos. Será que vão publicar mais alguma coisa dela? Manuela

    ResponderExcluir