Goodreads

Destaques

0 O Conde Negro



ESCRAVO. SOLDADO. LIBERTADOR. HERÓI.
  O general Alex Dumas é hoje em dia praticamente desconhecido e, todavia, a sua história é curiosamente familiar - porque o filho, o romancista Alexandre Dumas, usou a sua vida como inspiração para os clássicos O Conde de Monte Cristo e Os Três Mosqueteiros.
  Nascido em Saint-Domingue (atual Haiti), filho de um aristocrata e de uma escrava, Alex Dumas viajou para Paris, onde ascendeu ao comando de exércitos no auge da Revolução - até conhecer um inimigo implacável que não podia derrotar: Napoleão Bonaparte.
  O Conde Negro é, também, uma história de laços inquebráveis de amor entre um pai e um filho.


Autor: Tom Reiss [site oficial] [facebook]
Editor: Texto Editores (Março, 2014)
Género: Biografia
Páginas: 464
Original: The Black Count: Glory, Revolution, Betrayal, and the Real Count of Monte Cristo (2012) [Goodreads] [WOOK]
   

Sobre o autor...
Tom Reiss nasceu em Nova Iorque em 1964, onde vive actualmente com a mulher e as filhas.
Escreveu sobre política e cultura para o The New York Times, o The Wall Street Journal e o The New Yorker, entre outras publicações.
Em 1998, uma reportagem em Baku, no Azerbaijão, para uma revista de viagens levou Reiss a descobrir o segredo do mistério de Kurban Said. A investigação desta figura tornou-se uma maneira de o autor ir em busca do mundo europeu perdido da sua família. Em Kurban Said, também conhecido por Essad Bey e Lev Nussimbaum, um rapaz judeu que se transformou num príncipe muçulmano e num autor conceituado no coração da Europa nazi, Reiss encontrou a personagem que tinha procurado toda a sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário