Goodreads

Destaques

0 Pulitzer 2013


Os vencedores dos prémios Pulitzer de 2013 foram ontem divulgados! 

Na categoria de Ficção, o prémio foi atribuído ao escritor Adam Johnson pelo livro The Orphan Master’s Son, «um romance requintadamente trabalhado que leva o leitor numa viagem aventureira através das profundezas do regime totalitário da Coreia do Norte e dos mais íntimos espaços do coração humano», de acordo com o conselho responsável pela atribuição do prémio literário. 
Este ano o nível de expectativa quanto à atribuição de prémio nesta categoria era muito elevado já que no ano passado, e pela primeira vez em 35 anos, não foi atribuído nenhum prémio em Ficção.

Nathan Englander (What We Talk About When We Talk About Anne Frank) e Eowyn Ivey (The Snow Child) foram finalistas nesta categoria. 

No género Drama, o prémio Pulitzer foi entregue a Ayad Akhtar por Disgraced

Friedrik Logevall recebeu o prémio na categoria de História, pelo livro Embers of War: The Fall of an Empire and the Making of America’s Vietnam, deixando para trás os finalistas Bernard Bailyn (The Barbarous Years: The Peopling of British North America: The Conflict of Civilizations, 1600-1675) e John Fabian Witt (Lincoln’s Code: The Laws of War in American History). 

A Biografia vencedora foi The Black Count: Glory, Revolution, Betrayal, and the Real Count of Monte Cristo, do escritor Tom Reiss. 

Na categoria de Poesia, o prémio foi atribuídos a Sharon Olds por Stag's Leap, um conjunto de poemas escritos após a conclusão do casamento de 30 anos da poetisa, em 1997. Collected Poems, de Jack Gilbert e The Abundance of Nothing, de Bruce Weigl, faziam parte dos finalistas nesta categoria. 

O livro Devil in the Grove: Thurgood Marshall, the Groveland Boys, and the Dawn of a New America, de Gilbert King, foi premiado pelo prémio Pulitzer na categoria de literatura não ficcional

Por último, Partita for 8 Voices, uma peça musical escrita por Caroline Shaw, venceu na categoria de Música.

Os prémios Pulitzer começaram a ser distribuídos em 1917, sob a administração da Columbia University e são actualmente os mais prestigiados e publicitados prémios americanos atribuídos a autores, argumentistas, compositores e jornalistas. Cada vencedor recebe $10.000 e um nível de publicidade ao seu trabalho que não só aumenta grandemente o número de vendas mas também permitirá definir as suas carreiras. 

Para conhecer os vencedores em Jornalismo, clique aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário