Goodreads

Destaques

0 Futuro Risonho

Numa noite de Janeiro, um empresário, proprietário de uma fábrica produtora de rolhas de cortiça, é assassinado com três tiros à porta da sua empresa. Ajuste de contas? Crime passional? Ou será que este acto tem outros contornos?
Numa escrita de estilo cinematográfico, porque simples, directa, sem complicações, o leitor é convidado a acompanhar as investigações comandadas pelo inspector Alfredo Medeiros, da Polícia Judiciária, e pelo capitão Acácio Freitas, da GNR, e num fôlego chega ao fim do enredo deste romance policial no qual abunda gente considerada suspeita de ter cometido o crime que para sempre mudou a vivência de Aldeia do Monte, no Alentejo.
Curiosamente, enquanto decorre a investigação ao assassínio de Geraldo Santos Ferro, uma outra, visando o desmantelamento de uma rede de contrabando de tabaco, com quartel-general em Espanha e rota pelas imediações de Aldeia do Monte, é coroada de êxito devido a um... esquecimento.
Futuro Risonho é um romance policial que dá seguimento, e final, a outro já publicado com o título Um Mês, embora esteja estruturado de maneira a permitir leitura independente. Trata-se, assim, de mais uma história ficcionada, mas, enquanto a escreveu, o autor teve presente uma ideia que lhe povoa o pensamento, a de a ficção ser filha da realidade.

Autor: Mário Nóbrega
Editor: Lua de Marfim (Fevereiro, 2013}
Género: Romance
Páginas: 250

Mário Nóbrega é também autor de Um Mês, Marcha Atrás, e A Vida tem Cada Coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário