Goodreads

Destaques

0 Kuyula

«Kuyula, aos poucos, foi-se notabilizando entre os amigos; era um rapaz atrevido e traquina, apesar de ser franzino, desafiava os seus amigos que eram fortes e bem dotados fisicamente. Mas, nestes pugilatos, ele nem sempre ganhava; quando perdia, marcava outra desforra, usando todos os meios ao seu alcance até ver o adversário sangrar. Fazer sangrar o adversário era sinónimo de vitória, ainda que, depois de o ver a sangrar, ele fugisse; é que o rapaz corria bem e quantas foram as vezes em que ele não terminava os combates!»


Autor: Paulo Soma
Editor: Edições Ecopy (Novembro, 2012)
Género: Ficção
Páginas: 124

Nenhum comentário:

Postar um comentário