Goodreads

Destaques

0 Neca, Um Menino Sem Importância

«Era uma ideia que não lhe dava sossego ao espírito desde há muito, muito tempo (se é que assim se pode dizer em tão poucos anos de vida), não obstante a tendência inata e intrínseca que ele, Neca, um dia começara a sentir a coisa: escrever, escrever. Escrever sobre as coisas da sua própria vida, desde menino, sem ter a certeza de ser apenas para satisfazer o seu ego ou justificar alguma vibração eléctrica do seu sistema nervoso central, nunca alheio a pensamentos bizarros, ou ainda porque era assim na época, e ainda é hoje, escrever sobre eventos sem, no fundo, transmitirem o menor interesse, o que provavelmente seria o que estava acontecendo com ele no instante em que tais pensamentos o dominavam. Mas iria em frente, era absolutamente necessário ir em frente, custasse o que custasse; era como se uma voz insistente gritasse dentro do seu peito na tentativa de acalmar-lhe a inquietação do cérebro ou, talvez, simplesmente, transmitir alguma agitada mensagem aos seus botões, como se dizer-se quando inexistem condições de alinhavar conscientemente ideias e agilidade cultural para fazer jus a desabafos com acurada propriedade.»


Autor: Joaquim Nicolau
Editor: Edições Ecopy (Outubro, 2012)
Género: Ficção
Páginas: 352


Nenhum comentário:

Postar um comentário