Goodreads

Destaques

0 D.Pedro - O Rei Imperador

Rei de Portugal, durante sete dias, convertido em imperador do Brasil aos vinte e três anos, D. Pedro I do Brasil e IV de Portugal, deixou a sua marca na história de dois continentes.
Apesar de uma esmerada educação e de grande inteligência, a sua personalidade era excessiva e contraditória, as mulheres foram a sua salvação e a sua perdição. Teve vários filhos ilegítimos: do casamento com a primeira mulher, a virtuosa Leopoldina de Áustria que o levou ao apogeu teve sete e cinco com a amante, a ardente Domitila de Castro, que o arrastou para a decadência.
Quando o imenso Brasil se tornou pequeno e o poder deixou de lhe interessar, pôs a sua vida em risco por aquilo que acreditava ser justo. E alcançou a glória.
Com a beleza exuberante dos trópicos como pano de fundo, Javier Moro narra, com paixão pelo pormenor, a prodigiosa epopeia do nascimento do maior país da América do Sul, com a visão histórica que nos oferece um imperador humano que defende os seus ideais e não o déspota que em geral os livros de História o costumavam conotar.

Autor: Javier Moro
Editor: Editorial Planeta (Setembro, 2012)
Páginas: 520
Original: El Imperio Eres Tú (2011)




Sobre o Autor:
Javier Moro nasceu em 1955, em Madrid. Trabalhou como investigador em vários livros e mudou-se durante seis anos para os Estados Unidos onde esteve envolvido em projectos de televisão e cinema. 

Em Portugal, além deste recente «D. Pedro, O Rei Imperador», Javier tem mais dois livros traduzidos para português: «O Sari Vermelho» (Editorial Planeta, 2009) e «Uma Paixão Indiana» (Caderno, 2007). 



Em «O Sari Vermelho» ficamos a conhecer a história de Sonia Gandhi - Quando, em 1965, esta estudante italiana larga tudo o que conhece por amor a um jovem indiano, Rajiv Gandhi, estava longe de imaginar que se tornaria numa das grandes figuras da política indiana!






«Uma Paixão Indiana» transporta-nos para uma Índia deslumbrante através da belíssima história de amor entre a espanhola Anita Delgado e o marajá de Kapurthala. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário