Goodreads

Destaques

0 A Ilha


Rodeado pela azáfama das muitas famílias em férias no Hotel Argentina, em Dubrovnik, Viktor Askenasi, respeitado professor no Instituto de Estudos Orientais de Paris, suporta com dificuldade o calor sufocante do verão na costa da Dalmácia. Perto dos 50 anos, o professor iniciou uma viagem solitária pelo Mediterrâneo, levado por uma preocupação que sempre o agitou, e que o levou, alguns meses antes, a fazer uma mudança radical na sua vida. Apesar de ter encontrado um paraíso de liberdade e de estar disposto a aceitar as consequências das suas ações como um passo inevitável no caminho da realização, Viktor descobre que esta liberdade tem uma outra face imprevista que o desconcerta. Assim, atormentado pela dúvida, num impulso, bate à porta do quarto da desconhecida com quem acabou de se cruzar na receção do hotel, sem saber se do outro lado da porta o espera a escuridão da loucura ou a luz da verdade. 


Autor: Sándor Márai
Editor: Dom Quixote (Outubro, 2012)
Género: Romance
Páginas: 160
Original: L'isola


Sobre o Autor:
Sándor Márai nasceu em 1900, em Kassa, uma pequena cidade húngara que hoje pertence à Eslováquia. Passou um período de exílio voluntário na Alemanha e na França durante o regime de Horthy, nos anos 20, até que abandonou definitivamente o seu país em 1948, com a chegada do regime comunista, tendo emigrado para os Estados Unidos. 
A subsequente proibição da sua obra na Hungria fez cair no esquecimento quem nesse momento era considerado um dos escritores mais importantes da literatura centro-europeia. Foi preciso esperar várias décadas, até à queda do regime comunista, para que este extraordinário escritor fosse redescoberto no seu país e no mundo inteiro. Sándor Márai suicidou-se em 1989, em San Diego, na Califórnia, poucos meses antes da queda do muro de Berlim. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário