Goodreads

Destaques

0 Aquilo que Faltava Saber Sobre o Amor

  A relação torna-se assim um porto seguro, um refúgio, um verdadeiro lar, um lugar dentro de nós que nos
acolhe, acarinha e protege, mas do qual nos afastamos para fazer tudo o que precisamos para nos realizar, e ao qual voltamos sempre, não por necessidade louca mas por pura escolha, por ser impossível não querer estar com aquela pessoa com quem podemos partilhar amor em liberdade, um amor que é só nosso, mas que nos dá o combustível, o fogo e o entusiasmo de onde brota tudo o resto que fazemos nas nossas vidas. 
  E tudo o resto que fazemos nas nossas vidas torna-se o suporte desse amor, porque nos permite existir nele mas também para além dele, sem ter de sair dele.

Autor: Sónia Pratas
Editor: Chiado Editora (2013)
Género: Romance
Páginas: 232



Sobre a autora...
Sónia Isabel dos Santos Pratas, nasceu em Coimbra a 22 de Dezembro de 1989.
Tem o Mestrado Integrado em Psicologia Clínica, especializou-se em Psicopatologia e Psicoterapias Dinâmicas, fez estágio curricular sob a orientação do Dr Eduardo Sá, e elaborou a sua dissertação de mestrado subordinada ao tema da guarda partilhada. O curso foi feito a par com uma jornada infindável nos trilhos do desenvolvimento interior (com um início bem precoce) que, embora nunca esteja terminada, a levou num caminho de auto-descoberta nem sempre fácil, mas sem dúvida esclarecedor e gratificante.
Não sendo religiosa mas sendo o mais espiritual possível, tem o nível 3 de Reiki, pensa que terá sido uma das duas decisões mais inteligentes da sua vida, por todo o alcance que lhe deu acerca da Vida.
Vive com o namorado e com os seus quatro gatos (o Lullaby, a Snowball, a Anita e a Kiara), e de 15 em 15 dias com os enteados, João e Tiago. Atualmente, é psicóloga clínica estagiária, divide o seu tempo entre o trabalho, a casa, a família, os gatos, e claro, os seus escritos. Ultimamente, tem-se debruçado sobre o tema da violência conjugal de mulheres para homens, porque gosta de pesquisar sobre os temas de que se fala pouco.
Além de ter paixão por animais, um dos seus maiores hobbies é cozinhar (e infelizmente, comer o que cozinha!).
Acredita (e tenta que a sua vida seja uma prova disso) que devemos sempre correr atrás daquilo que nos faz sentir vivos e felizes, por mais difícil de alcançar que isso possa parecer, e que seguir o nosso coração é a única forma de sermos felizes, o que acredita ser efetivamente (deve ser uma das suas expressões favoritas) possível, e espera poder passar a vida a ajudar outros a sentir-se bem consigo e com a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário